Cativa-me mémé!

Andava a Menina a decorar o seu pinheiro de natal (ver post anterior) quando se começa a ouvir "méeeeeee"... O que será?! Duas cabrinhas que por ali pastavam! Se calhar estavam contentes com aquele pinheirinho tão giro! 

A alegria foi tanta que o pinheiro enfeitado ficou para trás. Pé ante pé, um pouco a medo, a Menina foi-se aproximando devagarinho. Mas estava tão contente que de vez em quando pulava e as cabrinhas recuavam assustadas... a Menina foi conversando com elas, pedindo para fazer uma festinha... e elas foram "cativadas" e criaram laços - tal história do Principezinho -  e então brincaram! E estas cabrinhas nunca mais serão iguais a outras cem mil cabrinhas. Passaram a ser únicas para a Menina e ela, com os seus cabelos de ouro, passou a ser única para elas também!

"...Mas, se tu me cativares, será como se o sol iluminasse a minha vida. Distinguirei, de todos os passos, um novo ruído de passos. Os outros passos fazem-me fugir para debaixo da terra. Os teus hão-de chamar-me para fora da toca, como uma música. E depois, olha! Estás a ver, ali adiante, aqueles campos de trigo? Eu não como pão e, por isso, o trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me fazem lembrar de nada. E é triste. Mas os teus cabelos são da cor do ouro. Por isso, quando me tiveres cativado, vai ser maravilhoso! Como o trigo é dourado, há-de fazer-me lembrar de ti. E hei-de amar o barulho do vento a roçar no trigo…"

Vamos voltar, vamos visitar estas cabrinhas sempre que as saudades chegarem!

Casaco Next Direct - Camisolinha de gola Sininho Dourado - Calças Lion of Porches - Meias Condór e Sabrinas Merceditas Pisamonas.

 

"Só se conhecem as coisas que se cativam..." "... só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos..."

(in O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry)